quinta-feira, 28 de junho de 2018

Especialização em Saúde do Trabalhador de SP tem vagas remanescentes

O curso de Especialização em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana, cujo objetivo é qualificar profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS) a incorporar as relações entre produção, ambiente e saúde às práticas de saúde, de modo a solucionar problemas concretos, considerando o trabalho como determinante do processo saúde-doença e da degradação ambiental, está com vagas remanescentes. As inscrições seguem abertas até 13 de julho. Ao todo, 300 vagas estão disponíveis para profissionais vinculados à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo e para profissionais responsáveis pela coordenação de Centros de Referência Regionais em Saúde do Trabalhador do Estado de São Paulo. O curso possui carga horária total de 558 horas, sendo 104 horas de aulas presenciais, 374 horas de aulas à distância e 80 horas para a elaboração do TCC. A coordenação do curso é das pesquisadoras do Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP), Rita Mattos e Karla Costa. 
O curso é oferecido pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP/Fiocruz) e pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, por meio da Divisão Técnica de Vigilância Sanitária do Trabalho - Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador, do Centro de Vigilância Sanitária (DVST-Cerest/CVS/SES/SP), visando à formação de profissionais para apoiar a implementação das ações de Saúde do Trabalhador no Sistema Único de Saúde (SUS) com ênfase na Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador.

Os interessados em participar do curso devem ser servidores públicos de carreira municipal, estadual, federal (municipalizado ou estadualizado) com atuação na área de Saúde do Trabalhador ou atuar na gestão dos Centros de Referência Regionais em Saúde do Trabalhador (Cerest). 
Acesse o edital de seleção de alunos para vagas remanescentes: 


Nenhum comentário:

Postar um comentário